Itapetim: Júri condena homem que tentou matar irmão e matou ex-mulher com faca a mais de doze anos de reclusão

sábado, 31 de julho de 2010

João tentou matar o irmão a tiros de espingarda e em seguida matou a ex-mulher com 14 facadas porque não aceitou o final do relacionamento e o envolvimento da ex com o cunhado.


O agricultor, João Bernardo, foi condenado, na última sexta-feira (30), no Fórum de Itapetim, no Sertão do Estado, a mais de doze anos de prisão por tentar matar o irmão e pelo assassinato de sua ex-mulher, de nome não informado, há dois anos, no mesmo município. O julgamento durou quase onze horas.


Conforme a sentença, João tentou matar o irmão a tiros de espingarda e em seguida matou a ex-mulher com 14 facadas porque não aceitou o final do relacionamento e o envolvimento da ex com o cunhado, irmão do acusado. Ela foi assassinada no interior de um mercadinho onde trabalhava.

O incriminado já está preso há mais de um ano. O casal teve dois filhos, um menino e uma menina. A filha depôs contra o pai e não quis vê-lo durante depoimento.

João saiu do Fórum sem algemas e falando com familiares.

O assassino não tem antecedentes criminais. Segundo populares, ele sempre foi um cidadão de bem e tem bom comportamento na prisão, fatores que podem amenizar a pena do réu.

Por Jean Philippe


2 comentários:

Anônimo disse...

crime desta natureza,era pra ter pena de morte.

Anônimo disse...

acho que errou muito matando a ex mulher, afinal ninguém tem o direito de tirar a vida do outra não importa as circunstâncias ,é realmente imperdoável, porém, ele passando até a vida toda na prisão não a trará de volta, assim seria duas vidas disperdiçadas e não só uma(a da sua ex mulher)!!!

Postar um comentário