Bar do Chifre é atração turística na Paraíba

sábado, 18 de junho de 2011

Feijoada ao chifre e a cachaça com cobra são alguns dos aperitivos da casa

Na cidade de Areia, Brejo paraibano, uma cabeça de boi cravada na parede fez surgir o Bar do Chifre. Fundado há 36 anos, por Bastos do Bar, como era conhecido, o lugar se tornou um ponto de parada para turistas de todo o mundo e logo foi inserido na lista de pontos de visitação do município.

Atualmente, o bar é administrado por Luciano Andrade, 24, filho de Bastos. “O Bar do Chifre é um dos atrativos turísticos de Areia pela sua tradição e pela irreverência cultural. Pessoas de diversos países já passaram por aqui”, afirmou Luciano.

O lugar reúne histórias de amor e ódio. Esse refúgio dos chifrudos e chifrudas, aberto todos os dias, não é espaço específico para lamentações. Segundo o filho de Bastos, há quem vá ao local para afogar as mágoas na cachaça produzida no município, assim como há quem vá lá para trair.

Homens e mulheres, de todas as idades, compõem a lista de visitantes do bar. O estabelecimento disponibiliza, em lados diferentes, chifres reais, para cada sexo um par. Na frente desse símbolo dos cornos, os clientes e frequentadores podem tirar fotos e levar como lembrança do local. Na parede do bar, também há um lista de tipos de cornos. De acordo com a lista, para cada dia do mês há um tipo de chifrudo.

No Bar do Chifre, até o cardápio é peculiar. A feijoada ao chifre e a cachaça com cobra são alguns dos aperitivos da casa.

O bar na mídia

O Bar do Corno, como também é chamado, já foi pauta de várias emissoras de TV. “Já aparecemos no Fantástico, da Globo, no Programa do Ratinho, do SBT, e em outras emissoras do país. Durante um flash ao vivo na Globo, uma mulher casada estava aqui com outro homem e foi descoberta pela marido. Deu um muído danado”, disse Luciano.

De acordo com o filho de Bastos, o Bregareia, Festival Brasileiro da cachaça e da rapadura, realizado anualmente desde 1994 no município, contribui com o sucesso da casa. “O folclore do corno, evidenciado durante o festival, dá toda essa fama ao bar”, justificou.

Por Jean Philippe / Nataly Araújo

3 comentários:

Josiane Carla disse...

Jean Philippe parabéns pela matéria, parabéns pelo site e por toda a dedicação ao Jornalismo. Josiane Carla - FIP

Jean Philippe disse...

Professora Josi, fiquei bastante feliz pela sua visita ao nosso site. Estou muito lisonjeado pelos seus parabéns! Parte do conhecimento que adquiri, saiu da sua bagagem. Retorne à nossa página sempre que puder. Boas férias e até o retorno das aulas. Um abraço! Jean Philippe.

Anônimo disse...

bar do chifre é muito bom. aquele caldinho de feijão preto que tem la é maravilhoso, com uma cervejinha e uma bela pimentinha, tem tambem uma lojinha de aderecos e decoracao qur tem aquela caninha com um pedacinho de rapadura que é de dar agua na boca..., quem visitar areias nao vai se arrepender e sijm vai querer voltar la mais e mais vezes,ass:daniele silva ,de olinda

Postar um comentário