Daniele Barretto entrevista a escritora do livro "Sarney, a biografia"

sábado, 23 de julho de 2011

A consultora baiana participou de entrevista à jornalista Regina Echeverria, autora da biografia sobre o Presidente do Senado

O Senador José Sarney declarou, na última segunda-feira, 18, que está exercendo o último mandato de sua trajetória política. O pronunciamento foi durante o lançamento do livro "Sarney, a biografia", nas bancas desde março deste ano. A obra, escrita pela jornalista Regina Echeverria, relata a vida e carreira profissional do maranhense e eterniza polêmicas versões sobre atos secretos, investigações, inflação desgovernada, bastidores de decisões no Planalto.

Para entrevistar a escritora e o editor do livro, Paschoal Soto, a Rede Vida de Televisão convidou a consultora política Daniele Barretto, que também realizou acurada análise da obra. O Programa “Tribuna Independente”, ancorado por Paulo Shimizu Junior e exibido no dia 09 de junho, com transmissão para todo o Brasil, foi matéria em diversos veículos de comunicação, que destacaram a avaliação realizada por Daniele.

A convidada, que tem mais de 11 anos de experiência, afirmou que “a obra da biógrafa Regina Echeverria preenche uma lacuna histórica" e analisou o livro recém-lançado “Sarney, a biografia”, onde é relatada a trajetória política do Senador - que se confunde com a história recente do Brasil -, considerando, inclusive, suas lembranças e avaliações. Para ela, a obra proporciona aos leitores obter informações sobre fatos históricos sob a ótica do maranhense. “O que é excelente: agora temos a visão do protagonista da nossa história recente acerca desta própria história”, opinou.

As exigências do Senador José Sarney para autorizar a biografia e questões referentes ao pré-julgamento da obra por se tratar de personagem tão polêmico, foram temas abordados pela consultora Daniele Barretto. A biógrafa, conceituada jornalista, também autora de “Furacão Elis” e “Cazuza, só as mães são felizes”, concordou, completando: "por ser jornalista, biógrafa e memorialista acredito que as pessoas têm nuances de comportamento e que a gente pode aprender sempre com a trajetória alheia”, disse.

Após solicitar perguntas aos internautas que acompanham o microblog twitter.com/danybarretto, Daniele recebeu a indagação do ex-ministro da integração nacional Geddel Vieira Lima: “qual a característica do Senador José Sarney que a biógrafa acha responsável pela longevidade dele na vida pública brasileira”. “A disposição para o diálogo e consenso”, respondeu Regina Echeverria.

Ao final do programa, a autora enfatizou um conselho que o Presidente do Senado citou durante as entrevistas: “Aprenda uma coisa nova todos os dias!”. E elogiou-o como "um homem cultíssimo". Daniele Barretto, entusiasta da Educação Política, concluiu indicando a leitura do livro e mencionando que, independentemente de posicionamentos ideológicos e políticos, a obra é de leitura obrigatória - ainda que para reafirmar convicções e fortalecer argumentos. "Não há como entender política sem entender Sarney. Seus passos são os passos do poder”.

Se cumprir o anúncio de encerrar a carreira política em 2014, o maranhense nascido José Ribamar de Araújo Costa, que já foi Deputado Federal, Governador, Senador e Presidente da República, terá ocupado o poder por 61 anos e se consagrado como homem mais poderoso da nossa história republicana.

Imagem: Divulgação

1 comentários:

Anônimo disse...

por fim, faltou dizer que Sarney é o poderoso chefão do maranhão, o grande coronel. lamentável.


viva o anarquismo!!!

Postar um comentário